Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fanfarra
Início do conteúdo da página

HISTÓRICO DA FANFARRA

Publicado: Quinta, 06 de Fevereiro de 2020, 16h41 | Última atualização em Segunda, 10 de Fevereiro de 2020, 18h24 | Acessos: 928

 


     A história da criação da Fanfarra do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas é datada de 5 de dezembro de 1810. Nesse período já se tem registro de bandas de música dos outros quatros regimentos criados, sendo três regimentos de infantaria e um de artilharia, como também a banda da brigada real trazido por D. João. No “Regimento de Cavalaria do Exército”, como era chamado, em sua organização inicial contava com o efetivo de uma trombeta-mor e quatro trombetas por companhia.

    O primeiro registro do termo Fanfarra no regimento se encontra em 1879 no sepultamento do corpo de Osório, futuro patrono da cavalaria. Até então as trombetas seria o corpo musical dos regimentos de cavalarias. Há comentários, mas em princípio nada em registro, no qual além da formação de trombetas por companhia, existiria outra banda que se apresentava nas festividades da corte, contratados e que de acordo com publicações do então diário oficial da união da época era designada uma verba de quarenta mil réis por ano para esse tipo de situação.

    No segundo semestre de 1967, com a transferência do Regimento para Brasília, parte da Fanfarra veio para então nova capital.

    Seu efetivo inicial era de 37 músicos, tendo como regente o Tenente Themístocles de Oliveira Filho, que havia assumido a regência em 1963, permanecendo até o final de 1971. Com a transferência do tenente Themístocles, assume a regência o subtenente Gabriel Ribeiro do Amaral, que fica à frente da Fanfarra até 1973.

    A Fanfarra dos “Dragões da Independência” como é conhecida, atualmente desempenha trabalhos tanto militares como sociais onde mostra todo seu desempenho musical com repertórios tradicionais das bandas militares e músicas populares conhecidas nacionalmente e internacionalmente, além de desenvolver importantes apresentações como o Carrossel militar, festividade típica do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, herdada dos franceses, onde acontecem todos os anos na data 10 de maio em comemoração ao dia da cavalaria, além de atividades como o 7 de setembro e troca do pavilhão nacional na praça dos três poderes entre outras missões nos palácios presidenciais, embaixadas, quartéis, congresso nacional, ministérios e departamentos de ensino do Distrito Federal.

    

Regentes da Fanfarra a partir de 1974

Ten Domingos Lima de Oliveira - (1974-1978)

Ten Nadir Ferreira Soares - (1978)

STen Sílvio de Brito Cavalcante - (1978-1980)

Ten Francisco Belmiro da Silva - (1980-1981)

Ten José Leôncio de Sousa Filho - (1981-1982)

STen João Batista de Azevedo Primo - (1982-1984)

Cap Geraldo Mendonça de Lima - (1984-1998)

STen José Marcos dos Santos Pedroso - (1998-2001)

Ten Elnatan Bernardo dos Santos - (2001-2004)

Ten Eliel Ramos Rufino - (2005-2006)

Ten Ricardo Batista de Lima - (2006-2008)

Cap Almeida Machado da Costa - (2008-2017)

Ten Valcir Ramos Epifanio (2017, até os dias atuais)

Fim do conteúdo da página